Gata de Rodas - São Paulo Cycle Chic

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Gatinha de rodas

A filhota do Daniel Haase é a fofura em pessoinha pequena. E agora em versão com rodas e rodinhas também. Dá para ver a cara de alegria de estar dando as primeiras pedaladas numa bicicleta de verdade?


Quando meninas chegam na adolescência, acontece muito de abandonarem a bicicleta, seja como esporte ou possibilidade de transporte. Eu tenho uma tese sobre o que as afasta da bike: a agressividade do trânsito, o excesso de esportividade e competitividade dos meninos nessa fase e o machismo do brasileiro. É difícil sair na rua para dar uma volta sem ser perturbada.

Mas sabe do que mais? Eu sinceramente acho que quando essa fofura de pessoa virar uma moça, já vamos ter caminhado muito mais com essas questões. E vai ser mais simples para meninas usarem bike sem precisar carregar bandeiras feministas, se encouraçar ou se forçar a acompanhar piques mais esportivos sem ter vontade, só para poderem participar da brincadeira. Pedalar por qualquer motivo, em especial pelo prazer puro de pedalar.

3 comentários:

  1. Que post mais fofo! Adorei a sensibilidade.

    Allécto

    ResponderExcluir
  2. Ahhh, que fofo! Sempre amei pedalar, desde criança e nunca parei. Quando não tinha bike, sempre conseguia uma para dar umas voltas. Teve uma época que, em casa, tinha uma barra forte e uma speed da monark, eram imensas para mim (eram do meu padrasto que tinha uns 1,80m de altura), mas eu andava assim mesmo. Pedalar é uma delícia sempre.

    ResponderExcluir